Sentido

detalhe da Vila das Lavadeiras no centro histórico de Embu das Artes, São Paulo, por R.I.

‘Vivi à beira da insanidade,
querendo saber as razões,
batendo à porta. Ela se abre.
Estava batendo do lado de dentro!’
– Rumi*

Saindo da rua principal o movimento se altera. Não há mais tanta gente afoita no esforço de conhecer e ser reconhecida, comprar e ser arrendada. O que parecia ter ficado para trás ressurge no silêncio de vielas reacesas. Aqui derivam os desajeitados e curiosos da alma na chance de um encontro pouco provável.

Há um sabor azedo no ar. De um gosto sem fim agora que mais um novo ano se aproxima.

__
* Jelaluddin Rumi (1207-1273) é talvez o mais admirado dos poetas persas, com escritos de forte conotação espiritual e grande influência na tradição Sufi – tradução literal de R.I. a partir da versão em inglês de Coleman Barks

Anúncios

Sobre Ricardo Imaeda

Um amigo. Em passagem por terras estranhas, imigrante nativo. Tem aprendido com todas as formas de vida. Gosta de cidades e montanhas, árvores e culturas. Anda por um caminho temperado pelo zen, na incerteza de cada dia. Escreve para compreender, para encontrar.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s