Dueto

skyline de São Paulo a partir do parque do Ibirapuera, por R.I.

skyline de São Paulo a partir do parque do Ibirapuera, por R.I.

Um tenor ensaia em um dos prédios da vizinhança. Sua voz, flutuando no espaço e nas árias de outro tempo, parece trazer nova dimensão ao dia. Está longe, em algum pedaço de memória ou imaginação, fora das tribulações da rotina, solta no vento. Viaja com a força da intenção. Não é sempre que se pode ouvi-lo. Apenas nos intervalos dos ruídos acumulados, ziguezagueando pelas camadas de fadiga e necessidade. Mas a melodia faz onda como a água. E aqui vem, ainda vem.

É diferente ouvir essa voz, dissonante. Como um sopro, como se brotasse de uma fonte interna e encontrasse guarida onde menos se esperava.

Anúncios

Sobre Ricardo Imaeda

Um amigo. Em passagem por terras estranhas, imigrante nativo. Tem aprendido com todas as formas de vida. Gosta de cidades e montanhas, árvores e culturas. Anda por um caminho temperado pelo zen, na incerteza de cada dia. Escreve para compreender, para encontrar.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s