O que se foi

perspectiva do viaduto do Chá, com a praça Ramos e o Teatro Municipal ao fundo, no centro de São Paulo, por R.I.

perspectiva do viaduto do Chá, com a praça Ramos e o Teatro Municipal ao fundo, no centro de São Paulo, por R.I.

Essas coisas se perderam. Por muito mais que uma escolha pensada e menos por impulso. Estavam seguras na rotina. Mas não era o seu percurso, sem dor, sem repouso. Cada um dos dias termina agora quase pouco. Os habitantes dessa cidade vêm na contramão, parecem saber o destino, seguem no trilho. Não é possível ver seus rostos.

Algumas coisas foram perdidas.

Muitos ruídos são ouvidos. Pedaços de conversa, de viagem, quedas. Quanto barulho não sobrou depois de todos partirem. Tanto eco, resquícios. De tudo o que se perdeu talvez o silêncio interior faça mais falta.

Anúncios

Sobre Ricardo Imaeda

Um amigo. Em passagem por terras estranhas, imigrante nativo. Tem aprendido com todas as formas de vida. Gosta de cidades e montanhas, árvores e culturas. Anda por um caminho temperado pelo zen, na incerteza de cada dia. Escreve para compreender, para encontrar.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O que se foi

  1. carla c. disse:

    Olá,
    Que bacana seu blog. Gostei das fotos. São Paulo ficou mais bonita nas suas fotos.
    🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s