De onde não mais estou

anoitecer em uma rua residencial do bairro de Bella Vista, em Santiago, Chile, por R.I.

anoitecer em uma rua residencial do bairro de Bella Vista, em Santiago, Chile, por R.I.

[ao som de ‘Leaving on a jet plane’, de J. Denver, na voz de Peter, Paul and Mary]

 

Diz o mestre taoísta Liezi:

        “É por isso que os antigos sábios referiam-se a uma pessoa morrendo como alguém que ‘voltava para casa’. Em contrapartida, os vivos são como viajantes. Se um viajante fracassa em encontrar sua casa quando a viagem termina, todos concordarão que ele perdeu o rumo. No entnto, na jornada da vida, muitos viajantes só conhecem o vaguear sem saber como retornar à casa e, ainda assim, as pessoas não notam que estes viajantes também perderam seu caminho.”

 

Parece ainda cedo, há luz em volta. Ninguém sente sua falta, deve espairecer, o descanso demorou. Um silêncio espreguiça no dia que foi longo. Os braços estão soltos. Nenhuma história está terminando quando nenhuma palavra dura mais que a próxima esquina.

Anúncios

Sobre Ricardo Imaeda

Um amigo. Em passagem por terras estranhas, imigrante nativo. Tem aprendido com todas as formas de vida. Gosta de cidades e montanhas, árvores e culturas. Anda por um caminho temperado pelo zen, na incerteza de cada dia. Escreve para compreender, para encontrar.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s