Molhado de ficção

fonte Netuno em Santiago, Chile, por Ricardo Imaeda

fonte Netuno em Santiago, Chile, por Ricardo Imaeda

[ao som de ‘Eles eram humanos’, de Gui Amabis]

 

Não é para fugir da realidade que gosto tanto da ficção. Ao acompanhar vidas inexistentes é como se o mundo respirasse outra lógica, outros caminhos que não poderia imaginar sem o auxílio de mentes criadoras e acesas. Ler as histórias de outras pessoas é viver também em um segundo plano como um ator interpretando seu personagem.

Um segundo plano faz bem. Não sei bem por quê. Não dobra minhas chances de nada nem aumenta o espectro de emoções. Talvez confira um pouco mais de densidade a dias abaixados de sentido e destino. É uma via mais ou menos paralela, mais acidentada e sinuosa, cheia de árvores de que não conhecemos o nome e pássaros que cantam melodias estranhamente belas de enigmas, que segue fora de mapas, quase perdendo contato com a terra em que pisamos.

A ficção pisa mais leve do que o roteiro da vida real. Talvez apenas deslize ou escorra com os fluidos que não contemos. Passa por entre a pele e o arrepio, deixando um gosto de desconforto e favor.

 

Anúncios

Sobre Ricardo Imaeda

Um amigo. Em passagem por terras estranhas, imigrante nativo. Tem aprendido com todas as formas de vida. Gosta de cidades e montanhas, árvores e culturas. Anda por um caminho temperado pelo zen, na incerteza de cada dia. Escreve para compreender, para encontrar.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Molhado de ficção

  1. Márcia de Albuquerque disse:

    caro ric, tb penso assim, e sigo lendo, lendo, lendo…abs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s