Leve

cantareira-engordador-40a

A leveza é difícil e é bela. Tão mais distante de ser valorizada porque parece volátil, dispersiva. Baixa densidade é confundida com pouca importância para quem quantidade sinaliza valor.

O que é leve escapa, como tuo o que é raro escapa à apreensão. Flui como o ar, os pássaros em voo, partindo sem data em caminhos quase invisíveis a quem busca roteiros bem marcados. Difícil de suportar, difícil de durar, o movimento não termina, puxado por ventos que não param.

A leveza não tem casa. Talvez por isso repele a simpatia, o gosto. Não confere segurança a ninguém.

 

Anúncios

Sobre Ricardo Imaeda

Um amigo. Em passagem por terras estranhas, imigrante nativo. Tem aprendido com todas as formas de vida. Gosta de cidades e montanhas, árvores e culturas. Anda por um caminho temperado pelo zen, na incerteza de cada dia. Escreve para compreender, para encontrar.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s